Mapa mental. Como eu faço!

Mas e ai pessoal,

Tudo certo no final desta semana?

Esta semana foi meio maluca pra mim. Dias de muitas tarefas e stress, e dias e calmaria! Sim os dias de stress também acontecem. Mas são perfeitamente suportáveis, já que as coisas não ficam fora do lugar durante muito tempo.

Bom, mas o post de hoje é pra falar de mapa mental.

Sempre usei mapas mentais, mesmo antes de saber que tinham este nome. Sempre fiz desenhos e rabiscos que só faziam sentido pra mim, e tinham um propósito. Acho muito bom porque posso fazer um esquema visual, e ter uma visão do “todo” só olhando para uns rabiscos.

Esta semana publiquei meu primeiro e-book, que esta no site do Neotriad. Vale dar uma olhada.

E este foi o esquema que usei para organizar minhas idéias, para que elas pudessem fazer sentido:

Claro que o e-book não ficou idêntico, e esta é a segunda versão deste mapa. A primeira foi escrita do jeito que as idéias vinham à cabeça, todas misturadas. Depois de terminar de “descarregar” todas as idéias no papel, pude olhar e começar a organizá-las.

Apagar, escrever de novo, incluir, tirar, até ficar com  uma cara agradável.

Depois de pronto, pude me concentrar só em escrever. Ai foi fácil.

De outro modo seria como começar a construir uma casa sem projeto. A medida que se vai construindo vai se planejando. Isso além de gerar uma grande perda de energia, deixa qualquer um exausto, e a chance de não se chegar no final da obra, é bem grande. Quando as coisas não ficam incompletas.

Um recurso muito legal para fazer mapas mentais é usar o Neotriad Organiza, ele pode fazer isso em segundos, podendo ainda imprimir pra deixar tudo mais organizado. Confira, vale a pena.

É isso. Faça mapas mentais para organizar suas idéias!

Abraço,

Gérson.

Metas demais!

Boa tarde,

 

Hoje o post é em trânsito já que estou esperando minha mulher sair das compras.

Então vai dar tempo de tomar um café e deixar mais este post.

Você merece...

Sentado aqui no café, depois de ter saído do trabalho, estava pensando na vida e relembrando coisas que ainda faltam fazer, e me lembrei que resolvi mudar a minha programação de metas e projetos para este ano. No início do ano, estava empolgado com meus resultado do ano passado e me enchi me objetivos, metas e tarefas. Resultado metade das coisas não aconteceram. Tinha coisas demais planejadas.

O Christian até me alertou para isso, quando mandei minha programação pra ele. Ele disse: ” Esta muito bonito, mas veja se você não tem coisas demais!”

Achei que ele estava exagerando, que eu ia dar consta de tudo.

Ele tinha razão. Tinha coisas demais pra fazer. Dai me dei conta que uma meta simples, sem grande complexidade, pode se dividir em objetivos menores, e cada um destes se dividir em outros cinco. Multiplique esta meta por seis, e a sua agenda já vai esta lotada!

O fato é que perdi o tesão, quando todos as metas que tinha para o ano, se juntaram em uma só agenda.

Então resolvi  botar ordem na casa. Vou refazer tudo desde o início. Selecionar os objetivos mais importantes e otimizar as tarefas. Assim ainda posso terminar o ano produzindo alguma coisa.

No trabalho vou dividir o tempo em rotina e melhorias.  Parte do tempo destinado às coisas do dia-a-dia, e outra para pensar em como posso melhorar minha rotina, deixando mais rápido e eficiente.

Também decidi que vou fazer um pequeno organograma de TODAS  as tarefas que faço. Essa vai dar trabalho, mas no fim, vou ter um mapa de tudo que tenho que fazer, e posso identificar algum gargalo, e diminuí-lo. Depois e posto aqui o resultado deste mapa. Vai ser um exercício interessante.

Acabou meu café.

Abraços,

Gérson.