Mapa mental para Planejamentos longos.

E ai pessoal!

Planejar fica quase automático depois que você  pega o jeito da coisa.

E quando mais fácil fica, mais longe você vai no planejamento, e mais preciso você fica.  Para fazer um planejamento de qualquer coisa eu simplesmente coloco tudo como eu gostaria que fosse, não importa o que seja. Desejos, projetos malucos, coisas sérias, outras nem tanto. Depois disso dou uma volta pra pensar em outra coisa, ou mesmo volto a olhar o planejamento de novo uns dois dias depois. Esta é a hora de botar os pés no chão. Vejo quais são os planos que mais me interessam, quais os que posso fazer e vejo principalmente como fica este planejamento colocado ao lado do planejamento da família. Não posso começar um grande projeto, se já estou envolvido com outro que envolve minha esposa, senão corro o risco de deixá-la na mão. Então  ajustes são necessários.

O mesmo vale para o trabalho, não adianta eu fazer começar um plano renovador, se a empresa esta dando atenção para uma grande obra. Não encaixa, não vai funcionar, se eu começar só vai gerar stress e frustração pra todos. Claro que o inverso também é importante, se um grande projeto meu esta andando, não dá pra mudar totalmente o curso das coisas.

Como minha memória é mais visual, as coisas fazem mais sentido pra mim se estiverem escritas ou desenhadas. (alguns acham isso uma desvantagem), mas enfim, segue o desenho que fiz:

Nesta fase, este ainda sofreia alterações.

Veja que olhando o desenho assim, de cara você vê onde projetos te tocam, onde esta o final do ano, as férias escolares, a idade que você vai completando ao longo dos anos (acho que devia ter apagado isso antes de postar…)

Assim fica incrivelmente fácil planejar. Para mim fácil e divertido. Assim é como se eu tivesse o controle da minha vida!

Já pensou de  Deus lhe fizesse uma visita hoje à noite, e dissesse:

“Oi! Olha só, vi no seu relatório celeste que você tem sido bom pai, bom marido, e coisa e tal!  Então como prêmio, vou realizar seus planos e desejos para os próximos anos!  Só que você vai ter que me entregá-los agora, porque tenho uma reunião importante com os anjos do oriente médio, e não vou poder esperar!”

Escute!  Não é a sua campainha tocando?

Pense nisso!

Abraço,

Gérson.

Nova data para o 1º Encontro dos Usuários do Neotriad de Porto Alegre.

Ola pessoal!

Depois do adiamento da última data para o nosso  1º Encontro, fiz uma pequena consulta com os participantes confirmados,  e chegamos a uma nova data; 12/04/2012.

Será a segunda quinta-feira de abril! Marque ai na sua agenda! Ou no seu Neotriad!

O local permanece o mesmo, a Petiskeira do Centro Histórico.

O motivo também permanece o mesmo, aproveitar o local, tomar um chopp, comer anéis de cebola à milanesa, descobrir como outras pessoas resolvem seus problemas, bater um papo, etc.

Vai ser bem legal!

Se você for de Porto Alegre, ou redondezas, usa Neotriad ou só quer bater um papo sobre produtividade, rendimento no trabalho, mesa cheia de papéis, apareça por lá.

Até lá, sigo informando sobre o encontro.

Dúvidas? Escreva pra mim euusoneotriad@yahoo.com.br.

Abraço,

Gérson.

Você esta Sobrevivendo, Frustrado ou Prosperando?

Quando fiz o  Triad Training em São Paulo com o Christian, uma das coisas que ele falou que me interessaram, foi que muitas pessoas não mudam seu estilo de vida e começam a ter mais tempo porque desistem no meio do caminho.

Elas acham que o método vai fazer tudo sozinho. Que o  programa vai lhe enviar um SMS motivador, bem na hora em que você esta decidindo se vai na academia ou se vai na churrascaria, que o Neotriad vai fazer sozinho a programação do seu dia e da semana, etc.

Muitas até gostam do método por trás do programa, mas começam a usar, e como não sabem a ainda inserir tarefas, projetos, metas, identidade, ficam perdidos e frustrados e desistem.

Não conseguem sair da roda viva que as suas atividades se tornaram, não saem do lugar, não evoluem e permanecem no Ciclo da Sobrevivência.

Outras, ao contrário, encontram uma excelente forma de organizar suas tarefas de maneira prática, podendo acessar informações me qualquer lugar. Elas vão ter que aprender a usar o programa, mas isso será uma alegria, e não um suplício! Estas, certamente estão no Ciclo da Prosperidade.

Para as que estão no Ciclo da Frustração, isso será só mais um método lunático que inventaram para tirar seu dinheiro. Nada servirá, tudo terá um defeito inadmissível que usaram para justificar o seu fracasso, e assim poder jogar a culpa em outro.

Se você quiser saber em qual  ciclo você está, vá neste link que levará você até a página no Mais Tempo, Mais Dinheiro, livro que o Christian Barbosa e o Gustavo Cerbasi escreveram juntos, faça o teste e descubra em que ciclo você esta!

E tenha coragem pra sair do Ciclo da Frustração! Só não vá ficar frustrado ao descobrir que você esta no Ciclo da Frustração…

Se quiser compartilhar o seu ciclo, fique à vontade e deixe um comentário.

Boa sorte!

Abraço,

Gérson.

Tonar o uso do Neotriad um hábito.

Boa noite!

Todo mundo sabe que quando uma coisa é novidade, começamos empolgados, e tratamos aquilo como a tábua de salvação para o problema que temos.

É assim para a famosa academia que queremos começar, aquele curso de inglês que juramos fazer desde o ensino médio, e o inigualável regime, que nos comprometemos de começar na segunda-feira.

O problema é queremos resultados diferentes, fazendo sempre as mesmas coisas. Resultado: não saímos do lugar.

Naturalmente com a nossa organização não é diferente. Ainda mais quando se trata de  um programa, ou metodologia nova que se conhece.

Como já uso o Neotriad à dois anos, já se tornou um hábito pra mim. Veja como eu faço, talvez sirva pra voçê.

Eu trabalho com ele sempre aberto. Alias, coloquei a página do Neotriad como página inicial, e coloquei o Google Chrome para iniciar quando o micro é ligado. Assim ele já aparece de cara, e é só fazer o login.

Qualquer coisa que surge para eu fazer, eu anoto no Neotriad. Um recado quando alguém me liga eu escrevo na anotações.

Assim não perco nada. Mesmo que depois eu tenha que voltar, e programar aquela anotação como uma tarefa ou compromisso. Mesmo que eu esqueça, vou poder fazer uma busca por uma palavra chave.

Programo quase tudo que tenho pra fazer, desde ir ao dentista até passar no mercado pra comprar pão e leite quando minha esposa me liga de casa. Assim nada me escapa.

E isso esta tão automático que não sei viver mais sem isso.

Mesmo coisas banais eu escrevo, e depois classifico e coloco no dia que deve fazer, ou então um compromisso do qual eu posso ser avisado com até dois dias de antecedência. Assim fica bem difícil de deixar passar alguma coisa importante.

Quando chego no trabalho priorizo as coisas do dia, e vejo o que é mais importante, e o que posso deixar para amanhã sem prejudicar nenhum prazo.

Posso até imprimir um gráfico da minha secção “Identidade” para mostrar para minha esposa quando da minha programação foi dedicada à ela! (O que é um excelente trunfo!)

 

Para tornar organização um hábito, você tem que tentar o continuar tentando.

Posso lhe assegurar  que os resultados compensarão qualquer esforço!

Abraço,

Gérson.

Produtividade em cheque!

Boa noite.

Minha produtividade esteve em cheque nas últimas semanas. Prova disso foi a falta de post em  um blog sobre produtividade usando o Neotriad.

As tarefas se acumularam, e muita coisa ficou pra última hora.

A solução que encontrei foi me manter fiel à minha programação, e tentar manter uma rotina de tarefas.

A lição que tirei desta agitação, foi que a programação e o planejamento realmente fazem a diferença quando a correria começa. Mesmo não cumprindo tudo que sido planejado, você continua tendo o controle, porque ainda tem tempo de reprogramar a situação, prazos e outros compromissos.

É bem fácil perder o controle e ficar só resolvendo os pepinos que aparecem de última hora. Afinal na última hora sempre dá alguma coisa errada.

Nessa hora é que são importantes os processos de execução de tarefas. Tudo que se faz tem um processo, uma maneira ideal de se fazer aquela tarefa. Alguns processos são complexos e envolvem várias etapas, o que dá uma tentação enorme de encurtar o caminho e pular algumas etapas mais chatas e demoradas.

Mas se o processo está montado daquela maneira, deve ter uma razão. Pular etapas vai transferir o problema para a próxima fase que vai ter que voltar e rever todo o processo novamente. O tempo ganho pulando etapas, vai ser perdido em dobro com o retrabalho das outras fases.

Se o processo é ruim, vamos fazer outro melhor, mas trabalhar ao sabor das urgências, só causa mais urgências, correira, perda de tempo e ineficiência.

Tudo passa pelo Neotriad, que é uma excelente ferramenta para controlar as tarefas e compromissos. Para fazer você planejar o teu tempo futuro, e antecipar ao máximo os problemas que você pode ter.

Não acredite no que eu digo, afinal, você nem me conhece! Faça seu cadastro e teste durante um mês. Duvido que o seu tempo não melhore.

Dúvidas sobre o uso do Neotriad, é só falar. Anote ai meu e-mail euusoneotriad@yahoo.com.br

Abraço.

Gérson.

Afinal, o que fazer primeiro? Parte 2.

Terminamos a parte 1 desta fase com a sua mesa limpa de papéis e da poeira! Vamos deixá-la assim,ok.

Lembra que você separou os papéis pela semelhança de tarefas, para facilitar sua solução. O objetivo agora é não deixar que eles se acumulem novamente. Para isso só existe uma solução; resolvê-los.
Achou que eu ia dizer par botar tudo fora, e dizer que um vendaval assolou sua mesa. Desista, não vai colar.

Como o objetivo deste blog é dar a minha sugestão e dizer o que funcionou para mim neste processo, digo que só podem acontecer três coisas com os seus papéis;

  1. IR PARA O LIXO. Pense bem, boa parte da papelada que esta na sua mesa devem ser propagandas que você juntou pra ler quando tiver tempo,  assuntos que já se resolveram sozinhos e você esta guardando para dar a última olhada, apesar de isso não fazer diferença mais mesmo, ou coisas que você nem lembra mais o que são. LIXO  com elas. Se  alguns destes papéis tivesse alguma importância alguém já teria te cobrado a solução.
  2. IR PARA O ARQUIVO. Outra parte dos papéis já estão resolvidos e só não foram arquivados porque você deixou para guardá-los quando tivesse tempo, ou quando você queria dar mais aquela olhada, ou porque você criou um vínculo afetivo com aquele papelzinho colorido que há tempo te acompanha ali na sua mesa. Arquive. Se não existe um arquivo  para aquele papel crie um. Mesmo que seja em uma pasta escrito: “não sei onde arquivar”. Assim você vai poder fazer  uma tarefa especifica para rever aquela pasta e dar o destino correto.
  3. RESOLVER. Só devem ter sobrado aqueles papéis que esperam uma solução sua, ou seja, o trabalho de verdade. Aquele para o qual você foi contratado para resolver e controlar. Esperamos seja a porção menor dos seus papéis. Agora não é hora de desistir.
Busque um café para melhorar sua concentração, bote  uma música que você curta,  e vamos analisar sua pilha de trabalho.
Você merece...
Antes de começar a efetivamente resolver os papéis, veja qual a urgência de cada um.
Certamente alguns você tem que resolver imediatamente mas outros você poderá resolver só daqui há alguns dias.
Uma solução que uso até hoje, é fazer cinco pastas plásticas transparentes nomeadas de segunda à sexta-feira.
Assim vou colocando os papéis nas pastas dos dias em que vou resolvê-los. Nesta parte da organização, já vá antecipando problemas. Se você tem uma reunião na sexta-feira e precisa entregar um relatório inacabado, coloque este relatório na pasta da quarta-feira, assim você vai ter tempo para resolvê-lo a tempo dele estar pronto na sexta-feira.
Distribuída a sua papelada entre os dias da semana, vamos nos concentrar nos assuntos que são urgentes, ou seja, que não há mais tempo para resolvê-los, eles precisam de atenção agora.
Fique frente a frente com os papéis que sobram e RESOLVA-OS, definitivamente. Veja cada assunto, e resolva aquele papel, ou pelo menos dê o início da solução dele. Se esta solução precisa esperar outro processo, coloque ele na pasta do dia que este outro processo estará pronto.
E vá, papel por papel, resolvendo toda a sua pilha, até terminá-la. Acabar com esta etapa é questão de honra, afinal você não parar agora que já começou.
Quando tiver despachado o último assunto pendente, sinta a sensação de liberdade, e missão cumprida.
A esta altura você já deve estar sentindo o cheiro. Sim o cheiro da sua mesa vazia, com todos os papéis resolvidos ou encaminhados.
Parabéns, você merece. A parte mais difícil você já fez.
Agora é só manter.
Na próxima etapa vamos incluir o uso do Neotriad na sua vida. Você vai precisar de ajuda para lembrar de tudo o que tem pra fazer.
Até a próxima.
Bons tempos!
Abraço,
Gérson.