Sobre o espaço vazio.

Olá,

Uma das coisas que me deixava muito feliz, era escrever regularmente aqui no blog. Mas à medida que os planos iam se progredindo, os horários ficaram diferentes, novos compromissos foram agregados, outras preocupações, mais uma lista para estar inscrito, mais um aplicativo para a prender, etc…

E chega uma hora em que aquele momento de “fazer nada” desapareceu! Foram tantas coisas novas que apareceram, que este momento foi substituído pelo momento “fazer alguma coisa”!   ;-))

Mas não dá pra sempre, estar fazendo alguma coisa!

Uma vez li um texto (não me lembro onde) falando sobre a utilidade do espaço vazio. O pote de colocar o arroz só é útil, porque tem um espaço vazio!! Uma porta só serve, porque tem aquele vão no meio dela!! Aquele famoso jogo Resta Um, só existe, porque tem um espaço vazio, para onde as outras peças podem se mover!

Sem isso o jogo é inútil!

Se a sua cabeça esta cheia, sem espaço para as ideias fluírem, não vai ter muita utilidade, não vai produzir resultado. Crie espaço nela!

Você pode fazer isso meditando, ou fazendo algo que te deixe nesse estado, um esporte, caminhar, ler, etc. Crie espaço na sua cabeça dizendo NÃO para aquilo que você não precisa agora, que não é importante.

No próximo dia 20/12, vou dar uma palestra, falando sobre gestão de tempo e Produtividade e entre outras coisas sobre como criar um espaço na sua cabeça pra ela começar a fluir.

Apareça lá!

Vai ser um “espaço livre” para fazer perguntas, e isso vai ser o mais legal!

Grande abraço!

Gérson

 

 

PNL, O Poder do Hábito e Coach. O que tudo isso tem haver com Gestão do Tempo?

Mas e ai pessoal, tudo certo?

Com a aproximação do final do ano, começam as reflexões sobre se este ano valeu a pena, o que ainda falta fazer, o que eu não vou conseguir fazer mais, e todo aquele balanço anual tradicional.

Pois pensando nisso, eu lembrei de tudo o que aconteceu neste ano, de todos os treinamentos que participei, dos cursos, e que ligação cada um tinha com a Gestão de Tempo.

Cada um contribuiu com um pedado de conhecimento, mudando pequenas partes para que no final, ainda falte um empurrãozinho pra você engrenar na boa gestão do seu tempo.

A contribuição da Programação Neurolinguística, é o entendimento do porque fazemos algumas coisas mesmo que nos atrapalhem. Onde alguns comportamentos estão gravados e como podem ser reprogramados para um resultado melhor. Você descobre que tem crenças que limitam o seu crescimento, que você nunca se deu conta de que tinha isso. Quando você apenas descobre que esta crença existe é libertador, mesmo ainda não tendo se desfeito desta crença.

Com a Neurolinguística você aprende a visualizar novas situações que farão você melhorar seu desempenho, fazendo você ganhar mais tempo.

Qual o hábito que você quer mudar?
Qual o hábito que você quer mudar?

A leitura do livro O Poder do Habito, foi muito revelador pra mim. Devorei ele rapidamente. Depois que comecei, não consegui  mais parar de ler.  Nele eu entendi como nasce  um hábito. Como o nosso cérebro  funciona na hora de criar ou substituir um hábito, qual o mecanismo e como usar o mesmo  processo para instalar  um bom  hábito.

Com esta informação, pude examinar hábitos que tinha e pude modificá-los ou ajustá-los para que eu pudesse ficar melhor. Alguns destes hábitos podem estar fazendo você perder tempo inconscientemente.

 

E fechando o ciclo esta o Coach. O coach via usar algumas ferramentas de PNL, vai promover o seu autoconhecimento, e descobrir porque você faz, o que faz. Vai te ajudar na definição do seu propósito, das coisas que são realmente importantes pra você, e vai te acompanhar nesta jornada para que você ande com as próprias pernas.  Comportamentos são  entendidos, assimilados e modificados, e a figura do Coach esta ali para ser o facilitador destas descobertas.

o-que-e-coaching-profissional

 

Este é o objetivo do Coach em Gestão de Tempo ou Time Coaching, ajudar você a ter mais tempo, pra você e para o seu trabalho e sua família.

Afinal, tudo esta conectado!

Grande abraço,

Gérson.

 

 

Planejando o Próximo ano.

Pra você que acha difícil até planejar o seu almoço, não se preocupe, planejar o seu futuro próximo além de fácil é divertido.

Estamos chegando perto do final do ano, quando as coisas não resolvidas começam a se acumular para dezembro, com um rio com que tem  uma represa, com os galhos, tocos  e coisas  que o rio vai trazendo durante o seu caminho e que vão se empilhando perto do final. O projeto que foi sendo adiado, o curso que não deu pra começar, etc. E dai vai batendo o pavor de chegar no final de ano sem ter feito nada daquilo que você queria.

represa

 

Experimente fazer este exercício, tenho certeza que vai ser bem esclarecedor. Ache um lugar e um tempo só pra você, e tenha certeza que não será interrompido. Com uma folha de papel em branco e um caneta, comece a escrever todas as coisas que você quer fazer no próximo ano, mesmo que tenha que começar neste ano ainda. Liste todas elas, não seja tímido.

Também não entre em detalhes de cada projeto, escreva simplesmente ” Aprender uma segunda língua”, sem data de início, nem tempo, só aquilo que você quer fazer. Se achar mais divertido solte a imaginação e aumente sua lista.

Muito bom. Lista feita, guarde ela até amanhã, já foi muita emoção para um dia só! 🙂

No outro dia, o truque é olhar para a lista novamente, e riscar as coisas que terão uma conclusão muito longa, que precisam de vários passos antes para serem concluídas. Fique com os objetivos mais simples e realizáveis.

Se quiser pode deixar a sua lista para uma nova revisão no outro dia ainda, (temos tempo, faltam quatro meses para acabar o ano), mas se você gosta de emoção mesmo, demore-se pensando na importância de cada um para este momento da sua vida. Qual deles tem mais ligação com o presente, qual vai te deixar mais feliz,  qual é mais importante para a sua carreira atual, qual deles esta sendo adiado por anos, de uma chance para este, reflita o suficiente para ficar satisfeito e orgulhoso da sua lista de objetivos para o próximo ano. Reveja a sua lista até restarem apenas quatro objetivos.

Sim, só quatro! Não são cinco, nem três, são quatro!

A parte divertida deste processo é poder colocar e tirar objetivos da lista ao seu bel prazer, afinal você é dono  da sua vida, mova ela para o lado que quiser.

O objetivo final deste exercício é ter apenas os quatro objetivos escritos  em uma folha de papel. Se conseguiu isso, parabéns, você merece um descanso, porque esse processo é divertido mas cansa! Ufa!

Parabéns, você tem agora uma lista do seu futuro próximo.

O que fazer com ela?

Isso já é matéria para o próximo post. 😉

Me escreva para tirar suas dúvidas e dificuldades.

Grande abraço,

Gérson.

 

Última oportunidade de fazer o Triad Training.

Ola pessoal.

Em novembro terá o último Triad Training do ano.

Eu fiz o meu no ano passado, na mesma época e foi muito esclarecedor.  Pequenas dicas me fizeram ver coisas de modo diferente, e ver o que eu estava fazendo de errado. E olha que eu já usava o Neotriad há um bom tempo.

Uma das coisas de que me lembro bem, é sobre o gerenciamento da energia pessoal.

Algumas pessoas trabalham melhor pela manhã, outras à tarde. Descubra qual período do dia você é mais produtivo, e marque para este horário as tarefas e compromissos mais importantes. Sua produtividade vai mudar.

Não adianta deixar pra fazer aquela tarefa chata e longa, logo depois do almoço, se você volta da churrascaria com aquele soninho que deixa você ligado no piloto automático. As chances de você procrastinar vão ser enormes.

Sou mais produtivo pela manhã quando chego, então as coisas mais importantes da minha rotina estão marcadas para este horário. E fez uma grande diferença na minha produtividade.

Tenho certeza que será um curso revelador. Tanto do ponto do vista pessoal quanto profissional. Faça e depois me conte.

Grande abraço,

Gérson.

Equilíbrio!

Em todo este tempo usando Neotriad, uma coisa esteve sempre presente; a necessidade de se ter Equilíbrio.

O objetivo final do Neotriad e a sua metodologia é ensinar a você uma técnica eficiente para gerenciar as coisa que você tem pra fazer, para que você possa medir estas coisas, fazer ajustes e ter uma vida mais equilibrada.

Mas afinal para que ter equilíbrio?

Para evitar os excessos!

Um amigo parou de beber depois de um belo susto. Hoje ele não toma nem aquela cervejinha do final de semana. Ele comentou comigo dizendo que depois do susto tinha que para porque já estava “demais”. Instintivamente eu disse que o problema é o “demais”. Ele ficou me olhando e pensando enquanto repetia, “é, o problema é o Demais!!”

O “Demais”  representa o exagero, uma coisa fora da medida, fora do razoável.

Esta semana eu estava de férias. E como tinha tempo livre fiz uma coisa que me deixa feliz. Foi passear em uma livraria com a tarde toda livre para ficar ali. Olhei todas as estantes, folhei todos os livros que quis, sentei nas poltronas confortáveis, lendo despreocupadamente o que quisesse. Quando me lembrei de um livro do Paulo Coelho que queria terminar de ler, O Aleph. Achado o livro, me instalei em outra confortável poltrona, agora no café que fica dentro da livraria. Uma bela xícara de um expresso duplo, e duas horas de maravilhosa leitura.

Nestas duas horas, mergulhei em outro mundo. Pude pensar em coisas que estão além da minha compreensão, refletir sobre o que é importante pra mim, tive inspiração para alguns posts (inclusive este),  e quando já estava cansado de ficar sentado, levantei, comprei o livro, e dei outra volta pelo shopping, que agora tinha outra cor.

E me dei conta que este é o sentido do Equilíbrio. Fazer você se afastar da rotina e ver que existem outras coisas importantes que merecem sua atenção. É a mesma sensação de quando você sai da academia depois de um treino que exigiu muito de você. Você sai exausto, mas olhando o mundo com outros olhos, com  idéias novas e problemas que antes pareciam insolúveis, agora com a solução bem a sua frente.

Certamente você já experimentou uma sensação deste tipo, quando tirou férias e depois do quinto dia, já pensava no trabalho de outra maneira, ou quando teve que ficar longe de sua família, e começou a se dar conta que não dava atenção devida a ela. Ou ainda quando, ficou desemprego e se deu conta das coisas que deveria melhorar para arranjar um novo emprego.

O “Demais” é o problema!! Atenção Demais ao trabalho, atenção Demais a você mesmo sendo egoísta, e dúzias de outras situações onde o “Demais” é o problema.

Manter-se em equilíbrio é isso! Dar atenção ao trabalho, à família, a você mesmo, aos seus projetos futuros, etc. Tudo ao mesmo tempo, mas não no mesmo instante. Cuide de um de cada vez, mas dê atenção à todos os fatores importantes na sua vida.

Gerencie estas coisas do jeito que quiser, seja colocando pedras nos seus bolsos, anotando em post-its na geladeira, mas gerencie, para não cair no “Demais”, afinal o “Demais é o problema”.

Um 2012 cheio de realizações que faça você crescer, que faça a sua família mais feliz, você mais saudável, e o mundo mais equilibrado!

2012 abraços,

Gérson.