Esta cedo pra planejar 2013?

Muita gente acha que planejamento engessa o futuro e deixa pouca margem para mudanças.

O truque esta em fazer uma planejamento mais abrangente, em linhas gerais.

Se você acha que este ano já esta perdido, e que não da mais pra planejar nada para 2012, vamos começar a pensar em 2013?

Ai tem um ano inteiro para você decidir que direção você vai tomar, que caminhos seguir ou que caminhos deixar.

Quando pensei as coisas para este ano de 2012, peguei uma folha de papel, fiz uma linha de ponta a ponta, e dividi esta linha em quatro partes iguais. A metade era junho e as outras seguiam os trimestres do ano. Então marquei com uma barra um dos projetos que queria fazer. A entrega de um relatório financeiro em que estava trabalhando. Ele começava em fevereiro e terminava em abril.

Também marquei um outro projeto grande que deveria ir de março até setembro. Também marquei outras coisas que queria fazer durante o ano, alguns sonhos atrasados, e alguns poucos meio malucos.

Olhando depois a folha cheia de barras como um gráfico, ficou evidente que não dava pra fazer tudo. Então tive que priorizar, e decidir o que era mais importante. O ano que vem tem Pós Graduação, então vou precisar de mais tempo para estudar e vou precisar prever isso no meu planejamento. Então não adianta listar planos malucos que tenho, porque não vou conseguir fazer tudo, e isso vai me deixar mais frustrado.

Comece planejando com o que você já tem. Você já tem  uma rotina estabelecida porque todos os dias você leva os filhos pro colégio, busca a esposa no trabalho, tem aquele futebol na segunda-feira, etc. Então ajuste esta sua programação com o que você quer. Deixe um horário na semana para uma reunião com os seus botões, mesmo que seja um almoço sozinho, pra organizar as idéias e ser mais eficiente.

Muito antes de engessar a sua vida, o planejamento vai te dar liberdade pra mover o barco da sua vida, em um curso que lhe seja mais agradável e prazeroso. Experimente, tenho certeza que vai funcionar, e você vai se sentir melhor. 😉

Se precisar de ajuda, não deixe de escrever euusoneotriad@yahoo.com.br

Abraços,

Gérson.

Com tanto planejamento, ainda tem lugar para o improviso?

Improvisar é algo que esta bem presente no nosso cotidiano.

Resolver um problema que parece insolúvel, que surgiu de repente,  tendo um estalo de inspiração, é algo que dá uma grande satisfação.

Mas a gente sabe que isso não acontece todo dia para nós meros mortais. Quando o problema estoura na nossa cara, não há muito o que fazer. É assumir a culpa, ou achar alguém pra culpar; o sistema, o trânsito, a chuva, o colega, qualquer coisa serve!

Mas com todo o planejamento que sempre falamos, ainda tem espaço para o improviso? Eu acho que tem!

É bem sabido que não podemos planejar tudo, porque não conhecemos todas as variáveis do problema, então temos que deixar uma margem para o imprevisto.

A grande diferença é que quando planejamos algo diminuímos a quantidade de variáveis ao máximo, deixando apenas algumas poucas que ainda podem ser monitoradas.

Dependendo do problema, podemos conhecer as variáveis e ter soluções prévias para as que ocorrem com mais frequência.

Mas o improviso sempre vai estar presente. Mas resolver um problema na base do improviso com a cabeça fresca é uma coisa, outra é estar com tudo atrasado, e ainda ter que imaginar  uma solução impensada para aquele pepino de última hora.

Então não é preciso se preocupar com absolutamente TODAS  as variáveis de um planejamento, mas diminuir sua quantidade até um nível razoável.

Deixe para exercitar sua criatividade quando ela for realmente necessária, não todo dia, a toda hora.

Veja um vídeo muito interessante sobre planejamento!

Abraços improvisados,

Gérson.

Como você lida com as interrupções durante o trabalho?

Não sei vocês, mas as interrupções que ocorrem durante o trabalho são o que mais me fazem perder tempo.

Quando você esta lá, concentrado naquela tarefa importante, que precisa da sua atenção máxima, toca o telefone, aparece um novo e-mail, você lembra que faz mais de cinco minutos que você não olha o Facebook, e dá aquela coceira de dar só uma olhadinha….

O que deixa muita gente esgotada mentalmente é a troca frequente de foco durante o trabalho. Quando você esta fazendo a dita tarefa, e alguém vem na sua mesa para perguntar alguma coisa, a sua atenção sai da tarefa e vai para a pessoa. Assunto terminado, você tira a sua atenção da pessoa, e volta para a tarefa, que agora você tem que lembrar o que estava fazendo pra pegar o fio da meada, de onde parou. Quando você esta quase conseguindo toca o telefone e você tem que atender, dai você tira a sua atenção da tarefa e se muda mentalmente para o telefonema!

Essa troca de atenção, alem de te esgotar, e fazer você fica cansado da tarefa, faz você perder tempo entre uma coisa e outra. Dai se passaram duas horas e você progrediu quase nada na execução daquele trabalho.

Como não há como não ser interrompido seja lá pelo que for durante o trabalho, existem técnicas bem fáceis que você pode adotar para minimizar ao máximo as interrupções indesejáveis.

Veja este vídeo do Christian, tirado do site da Você S/A, sobre como gerenciar suas interrupções, e comece amanhã mesmo sendo mais produtivo.

Aprenda a minimizar suas interrupções e ser mais produtivo.

Se tiver alguma dúvida, me escreva!

euusoneotriad@yahoo.com.br

Abraço,

Gérson.

Participação no Programa Sem Censura, da Leda Nagle.

Semana passada tive o grato prazer de conhecer a Leda Nagle, jornalista que apresenta o programa Sem Censura da TV Brasil.

Durante anos a fio eu almoçava vendo o Jornal Hoje, apresentado pela Leda. Então conhecê-la foi um grande prazer!

Fui convidado para o programa para falar sobre dinheiro.

Já fui muito desorganizado no que diz respeito à finanças, o que me levou ao fundo do poço financeiro. E quando estava lá (no fundo do poço), a coisa que mais me marcou nos livros que lia foi: ” Se você esta no fundo do poço, a primeira coisa a fazer a PARAR DE CAVAR!”

Bom, eu parei de cavar!

E aos poucos fui conseguindo sair!

Muito disso tem haver com organização e disciplina. Com trabalho e produtividade. Com definição de Metas e pequenos projetos. Coisas que falamos aqui no blog.

Falou-se muito também sobre Resultado e Equilíbrio. Entre manter o seu Equilíbrio com o Resultado que se tem agora. Você pode ganhar pouco, mas gastar dentro das suas posses e ser feliz. Ou você pode ganhar muito, gastar menos do que ganha, e ainda ser feliz.

Veja que a diferença não é o número de zeros que tem a sua conta bancária, e sim o que você faz com o dinheiro que tem lá. Quanto se gasta é mais importante do quanto se ganha.

Bom, mas eu não sou, nem tenho a pretensão de ser um guru financeiro, deixo isso para o Gustavo Cerbasi que é muito bom no que faz. E nem esse é o tópico do blog, mas a relação entre dinheiro e felicidade, pode ser encontrada. Ela existe!

Conseguimos falar ainda sobre o último livro do Christian Barbosa, o Resultado e Equilíbrio, que a Leda ganhou de presente.

O programa deve ir ao ar dia 12/07. Mas eu aviso aqui se esta data for confirmada.

Pra finalizar, preciso dizer que um dos convidados era o Tenor Jean William. Um rapaz franzino de vinte e poucos anos com um grande sorriso que canta muito.

No final do debate, eu acreditava que ele não iria cantar, afinal tenores devem precisar de uma preparação, um aquecimento na voz, ficar longe o ar-condicionado, etc. Pois tão longo a Leda pediu que ele cantasse, ainda sentado, ele contou nada menos do que  Nessun Dorma de Giacomo Puccini. Coloco o link o Pavarotti cantando esta mesma música pra você ligar o volume do micro, e imaginar esta música sendo cantada ao seu lado.

Difícil explicar o tamanho da minha emoção de ver aquele rapaz cantando esta belíssima música, sentado, a plenos pulmões. Confesso que se ele tivesse cantado mais um pouco, eu teria ido às lágrimas, tamanha emoção.

Obrigado Jean!

Obrigado Leda.

Abraços.

O Primeiro dia do resto do ano!

Meu amor
O que você faria se só te restasse um dia?
Se o mundo fosse acabar
Me diz, o que você faria?

Ia manter sua agenda
De almoço, hora, apatia?
Ou esperar os seus amigos
Na sua sala vazia?
Meu amor
O que você faria se só te restasse esse dia?
Se o mundo fosse acabar
Me diz, o que você faria?

Corria prum shopping center
Ou para uma academia?
Pra se esquecer que não dá tempo
Pro tempo que já se perdia?

 

Quando pensei em escrever alguma coisa sobre o primeiro dia do resto ano, me lembrei imediatamente desta grande música do Paulinho Moska!

E você! O que faria??

Aproveite e esqueça a metade do ano que já passou, e comece agora a pensar o que você quer da sua vida pra o resto do ano. Faça planos pequenos, com pequenos passos, que sejam executáveis. E depois aumente eles na medida dos seu desejos.

Faça a lista do final do ano agora! O mundo esta esperando as suas realizações, suas idéias, suas ações. Mas é preciso uma certa ordem para que o universo entenda o que você quer, e possa lhe entregar o pedido.

Você tem muitos planos? Muitas idéias? Muitos projetos e muitos caminhos.

Escolha!

Escolher um caminho, implica em abdicar de outro! Então escolha o que lhe deixa mais feliz!

Amanhã começa o final de ano!

Você precisa de ajuda pra ordenar as idéias?

Me escreva! Ajudo com prazer!

Já pensou no que você faria?

Pesquisa sobre o Neotriad.

Olá pessoal,

Todo mundo sabe que sou usuário do Neotriad assim como todos vocês, e que quando decidi fazer este blog, eu queria aprender com quem sabia mais do que eu, e dar uma mãozinha pra quem ainda sabia menos do que eu.

Mas para ajudar, é preciso saber no que você pode ajudar, certo?

Então, para descobrir quais as principais dificuldades que os novos usuários do Neotriad tem, criei uma pesquisa bem simples e sem frescura. São apenas cinco perguntas diretas e sem rodeios estatísticos, e sem mensagens subliminares alienígenas.

Para os usuários mais experientes, que já superaram suas dificuldades, peço que respondam também dizendo qual foi a sua principal dificuldade quando começaram.

Se, por acaso, alguém quiser detalhar algo que não caiba na pesquisa, é só me escrever euusoneotriad@yahoo.com.br.

Preciso de pelo menos 100 respostas para que as respostas possam ser analisadas, e formar um resultado confiável. Então ajude a divulgar esta pesquisa para sabermos o que esta impedindo os novos usuários de deslanchar na gestão do seu tempo.

Quando tiver os resultados da análise, certamente divulgo aqui no blog!

Grande abraço, e obrigado pela ajuda.

Gérson.

Quer saber a diferença entre ter uma Meta e não ter?

Estou lendo bastante sobre  Programação Neuro Linguística, e uma das coisas que aprendi e que as pessoas gravam as coisas de maneiras diferentes. Alguns são guardam melhor imagens, outros lembram dos sons que ouviram em um momento importante da sua vida, e outros ainda precisam tocar em coisas para se colocar em um determinado estado.

Eu sou, sem dúvida, visual. Eu guardo imagens, e aprendo melhor se tiver um esquema visual do assunto que trato. Então, meu exemplo da diferença entre ter uma meta e não ter, vai ser com imagens!

Quando era adolescente meu pai comprou uma casa na praia. Uma praia mais ou menos isolada. A caro custo consegui formar uma pequena turma de amigos, com os poucos habitantes. Costumávamos dar longas caminhadas na praia (já que não tinha muita coisa pra fazer).

Uma noite saímos para caminhar na praia, já que estava calor pra burro. Nesta praia tem uma plataforma de pesca daquelas que vão entrando mar a dentro e ficam iluminadas como uma árvore de natal. Começamos a caminhar a partir da plataforma, nos afastando dela, como não havia nada (absolutamente) à nossa frente, nos guiávamos pelo reflexo na espuma das ondas.

A sensação era muito ruim, porque a medida que nos afastávamos mais e mais, andávamos nos batendo sem querer uns nos outros, porque quase não enxergávamos à frente. Caminhávamos devagar com receio do que tivesse à frente, um pequeno riacho, um bicho morto, um cachorro.

Quando decidimos voltar, nos viramos e a sensação foi de alívio. Esta imagen que vimos foi bem parecida com esta. A plataforma de pesca é a mesma.

Caminhamos tranquilos então, porque tínhamos uma grande referência à frente. Tínhamos uma grande plataforma brilhante  mostrando onde queríamos chegar. Agora podíamos  caminhar com mais tranquilidade, porque estávamos vendo para onde estávamos indo.

Moral da história:

Se não temos uma meta ficamos caminhamos devagar e com receio, porque não sabemos ao certo onde estamos indo. Prestamos atenção demais à vultos que surgem na caminhada achando que pode ser alguma coisa interessante, e ficamos pulando de um vulto para o outro. O que parece ser uma arca ao longe, quando nos aproximamos é uma grande pedra. E ai vamos para o próximo vulto que vemos achando que é uma sereia descansando na praia, e quando chegamos perto é um cachorro dormindo. Perdemos tempo  e somos improdutivos.

Quando temos  uma meta clara, definida e muito bem iluminada, ficamos mais tranquilos porque sabemos onde  estamos  indo. Não prestamos tanta atenção as coisas ao lado,  porque a meta grande e brilhante lá na frente e ela nos encanta. Caminhamos mais rápido, com passadas mais confiantes, somos mais eficientes e produtivos para chegar na meta, porque quanto mais perto, mais iluminado fica o nosso caminho.

E você? Já tem uma meta definida e iluminada?

Já teve uma experiência parecida?

Deixe um comentário!

Abraços iluminados.

Gérson.

Sistemas de Informações Gerenciais – Linkedin.

Boa noite pessoal.

Este post foge um pouco do padrão do blog, mas é para dar uma pequena orientação aos meus colegas do Grupo Controladoria e Finanças do Linked In, sobre uma planilha de Sistema de Informações Gerenciais que desenvolvi, e estou disponibilizando para discussões e apreciação (principalmente de quem sabe mais do que eu nesse assunto).

Afinal sempre é bom ter a opinião de quem sabe mais!

Colegas, a planilha foi feita personalizada para as minhas necessidades.  Ela foi baseada no conceito da Theory Of Constraints, que usa medidas simples para medir o crescimento da empresa.

Depois eu vi que poderia abrir itens dentro de outros como Despesa Operacional, para medir coisas que me interessavam.

A planilha é toda automática, bastando inserir os dados nas abas em vermelho, que são os meses. Como a intenção deste post não é dar um curso completo de como usar a planilha maluca que o Gérson inventou, vou contar com a disposição de vocês de xeretar para ver como funciona.

Usem os códigos na aba “Demonstrativos” para inserí-los nas abas vermelhas de cada mês.

A cada lançamento TODOS  os resultados são atualizados automaticamente. Então faça um lançamento e veja qual o resultado da sua empresa a cada lançamento bancário.

Outra coisa importante é que ela é estritamente pelo regime de CAIXA, os lançamentos nas abas vermelhas devem corresponder exatamente ao movimento bancário, com a conferência dos saldos, fechando nos centavos.

Naturalmente vocês terão muitas dúvidas, então é só escrever, que vou tentar responder.

Segue o link para download.

Grande Abraço, e obrigado antecipado por qualquer contribuição a minha modesta planilha : )

Gérson

Tarefas Predecessoras. Tutorial de Como usar!

Mas e ai pessoal.

Atualizando alguns projetos, e editando um grande projeto de Acompanhamento de iniciantes do Neotriad, descobri um recurso que ainda não tinha usado, as Tarefas Predecessoras. Basicamente tu pode dizer para o Neotriad, qual tarefa vem antes da outra, e fazer com que a segunda, só inicie depois que a primeira for completada.

Isso quer dizer que enquanto a primeira estiver sendo executada, ou adiada, a segunda, não vai ficando pra trás. Vai se modificando conforme a primeira.

Muito legal não?

Tão legal que fiz um post sobre como incluir estas tarefas predecessoras. Então, aperte o cinto.

Dentro do Projeto aberto em que estamos trabalhando, adicione uma tarefa como faria normalmente.

 O Neotriad vai perguntar se você deseja linkar esta nova tarefa com o projeto aberto!

Inclua a primeira tarefa normalmente colocando todas as informações possíveis.

Repare no texto da tarefa e nas datas que eu coloquei para que tu possa entender melhor.

Depois você vai incluir a segunda tarefa. Ela vai ser deixada de propósito com as datas de antes da primeira para você poder ver como elas mudam depois de editadas as Predecessoras.

Veja o texto da segunda tarefa, e compare as datas da primeira e da segunda.

A Segunda aparece com a datas anteriores a da Primeira.

Depois você vai clicar em PREDECESSORAS na tarefa que deve ser a Segunda a ser executada.

Começa a digitar o nome da tarefa que deve ser a Predecessora esta que você esta editando.

Escola o TIPO que você quer, neste exemplo estou usando o Término a Início.

Coloque quantos dias de intervalo você quer entre o Término da primeira tarefa, para o início da Segunda. E clique em Adicionar.

A tarefa predecessora daquela que você esta editando esta adicionada.

Depois de clicar em fechar, você vai ver que as tarefas irão ficar em ordem de data. Há mas isso não dá pra fazer usando a priorização? Sim, dá pra fazer, só que elas não vão ficar relacionadas, e irão ficando para trás, ficando marcadas em vermelho, de atrasadas.

Note que aqueles dois dias foram respeitados. A Primeira tarefa termina dia 24/04/2012, e a Segunda deve começar só em 27/04/2012, dois dias depois.

Na segunda tarefa o botão PREDECESSORAS ficará destacado, para você saber que esta tarefas tem tarefas que são predecessoras.

É isso.

Espero que seja útil este tutorial. Se você for iniciante no Neotriad, e precisa de uma mãozinha agora no início, dê uma olhada neste outro post, onde descrevo o Acompanhamento que estou fazendo para iniciantes.

Abraço,

Gérson.

Quantos perfis do Facebook você tem?

Olá!

Tenho lido alguma coisa nos últimos dias sobre como as pessoas usam o Facebook. Milhares de atualizações e fotos, vídeos, links, músicas tudo mais o que se possa imaginar é postado imediatamente.

Me dei conta disso quando fiz o perfil do Euusoneotriad. Logo todos os parentes, amigos e colegas foram adicionados até o fim.

A medida que ia usando vi que das trocentas publicações, duas ou três me interessavam quando se falava de produtividade ou gestão do tempo.

Acho que a gota d’água foi quando minhas sobrinhas e amigos, postaram fotos de proteção aos animais, mostrando gatos e cães enforcados e maltratados. Não que isso não deva ser divulgado para mostrar as caras dos idiotas que fazem isso! Mas achei que quem tinha adicionado o Euusoneotriad, não estaria interessado em ver aquelas cenas quando pensavam em ler como eu usava do programa.

Então tomei a decisão de fazer outro perfil particular, só para a família, e amigos mais próximos.

E mandei uma mensagem para a turma da família explicando que eu estava excluindo eles deste perfil, e dava o link do perfil particular.

Ficou chato?

Não! Todo entenderam. Agora o meu perfil particular esta (como muitos outros) inundado de fotos, mensagens com musiquinhas, links para as mais diversas coisas, e, claro, os coitados dos gatos.

Agora quando quero ver coisas diversas, mandar recados pra minha mãe, e irmãos eu entro no particular, e deixo o Euusoneotriad pra coisas mais profissionais, informações que tenham a ver com este assunto.

Então, não se constranja de fazer dois perfis e separar seus amigos dos outros contatos. Tenho certeza que eles vão entender.

Sem falar que isso vai melhorar sua produtividade na leitura do coisas realmente interessantes.

Dois abraços,

Gérson.