Esta cedo pra planejar 2013?

Muita gente acha que planejamento engessa o futuro e deixa pouca margem para mudanças.

O truque esta em fazer uma planejamento mais abrangente, em linhas gerais.

Se você acha que este ano já esta perdido, e que não da mais pra planejar nada para 2012, vamos começar a pensar em 2013?

Ai tem um ano inteiro para você decidir que direção você vai tomar, que caminhos seguir ou que caminhos deixar.

Quando pensei as coisas para este ano de 2012, peguei uma folha de papel, fiz uma linha de ponta a ponta, e dividi esta linha em quatro partes iguais. A metade era junho e as outras seguiam os trimestres do ano. Então marquei com uma barra um dos projetos que queria fazer. A entrega de um relatório financeiro em que estava trabalhando. Ele começava em fevereiro e terminava em abril.

Também marquei um outro projeto grande que deveria ir de março até setembro. Também marquei outras coisas que queria fazer durante o ano, alguns sonhos atrasados, e alguns poucos meio malucos.

Olhando depois a folha cheia de barras como um gráfico, ficou evidente que não dava pra fazer tudo. Então tive que priorizar, e decidir o que era mais importante. O ano que vem tem Pós Graduação, então vou precisar de mais tempo para estudar e vou precisar prever isso no meu planejamento. Então não adianta listar planos malucos que tenho, porque não vou conseguir fazer tudo, e isso vai me deixar mais frustrado.

Comece planejando com o que você já tem. Você já tem  uma rotina estabelecida porque todos os dias você leva os filhos pro colégio, busca a esposa no trabalho, tem aquele futebol na segunda-feira, etc. Então ajuste esta sua programação com o que você quer. Deixe um horário na semana para uma reunião com os seus botões, mesmo que seja um almoço sozinho, pra organizar as idéias e ser mais eficiente.

Muito antes de engessar a sua vida, o planejamento vai te dar liberdade pra mover o barco da sua vida, em um curso que lhe seja mais agradável e prazeroso. Experimente, tenho certeza que vai funcionar, e você vai se sentir melhor. 😉

Se precisar de ajuda, não deixe de escrever euusoneotriad@yahoo.com.br

Abraços,

Gérson.

Com tanto planejamento, ainda tem lugar para o improviso?

Improvisar é algo que esta bem presente no nosso cotidiano.

Resolver um problema que parece insolúvel, que surgiu de repente,  tendo um estalo de inspiração, é algo que dá uma grande satisfação.

Mas a gente sabe que isso não acontece todo dia para nós meros mortais. Quando o problema estoura na nossa cara, não há muito o que fazer. É assumir a culpa, ou achar alguém pra culpar; o sistema, o trânsito, a chuva, o colega, qualquer coisa serve!

Mas com todo o planejamento que sempre falamos, ainda tem espaço para o improviso? Eu acho que tem!

É bem sabido que não podemos planejar tudo, porque não conhecemos todas as variáveis do problema, então temos que deixar uma margem para o imprevisto.

A grande diferença é que quando planejamos algo diminuímos a quantidade de variáveis ao máximo, deixando apenas algumas poucas que ainda podem ser monitoradas.

Dependendo do problema, podemos conhecer as variáveis e ter soluções prévias para as que ocorrem com mais frequência.

Mas o improviso sempre vai estar presente. Mas resolver um problema na base do improviso com a cabeça fresca é uma coisa, outra é estar com tudo atrasado, e ainda ter que imaginar  uma solução impensada para aquele pepino de última hora.

Então não é preciso se preocupar com absolutamente TODAS  as variáveis de um planejamento, mas diminuir sua quantidade até um nível razoável.

Deixe para exercitar sua criatividade quando ela for realmente necessária, não todo dia, a toda hora.

Veja um vídeo muito interessante sobre planejamento!

Abraços improvisados,

Gérson.

Como você lida com as interrupções durante o trabalho?

Não sei vocês, mas as interrupções que ocorrem durante o trabalho são o que mais me fazem perder tempo.

Quando você esta lá, concentrado naquela tarefa importante, que precisa da sua atenção máxima, toca o telefone, aparece um novo e-mail, você lembra que faz mais de cinco minutos que você não olha o Facebook, e dá aquela coceira de dar só uma olhadinha….

O que deixa muita gente esgotada mentalmente é a troca frequente de foco durante o trabalho. Quando você esta fazendo a dita tarefa, e alguém vem na sua mesa para perguntar alguma coisa, a sua atenção sai da tarefa e vai para a pessoa. Assunto terminado, você tira a sua atenção da pessoa, e volta para a tarefa, que agora você tem que lembrar o que estava fazendo pra pegar o fio da meada, de onde parou. Quando você esta quase conseguindo toca o telefone e você tem que atender, dai você tira a sua atenção da tarefa e se muda mentalmente para o telefonema!

Essa troca de atenção, alem de te esgotar, e fazer você fica cansado da tarefa, faz você perder tempo entre uma coisa e outra. Dai se passaram duas horas e você progrediu quase nada na execução daquele trabalho.

Como não há como não ser interrompido seja lá pelo que for durante o trabalho, existem técnicas bem fáceis que você pode adotar para minimizar ao máximo as interrupções indesejáveis.

Veja este vídeo do Christian, tirado do site da Você S/A, sobre como gerenciar suas interrupções, e comece amanhã mesmo sendo mais produtivo.

Aprenda a minimizar suas interrupções e ser mais produtivo.

Se tiver alguma dúvida, me escreva!

euusoneotriad@yahoo.com.br

Abraço,

Gérson.